Autoria:

Dr. Federico O. Velásquez Puga
Gerente de Produto Colistina
Uniquímica

Contato:

Giovana de Paula

EMail:

comunicacao@uniquimica.com

DDD e Telefone(s):

(11) 5093-1017

Palavras-Chave:

Colistina Solúvel, Uniquímica, antimicrobiano

Resumo:

Quando o enfoque é evitar perdas na produção e prevenir os prejuízos econômicos que isto acarreta, é prudente que, em lugar de remediar danos já acontecidos, exploremos as grandes vantagens e benefícios que podemos obter da Colistina Solúvel Uniquímica.

Corpo:

Quando o enfoque é evitar perdas na produção e prevenir os prejuízos econômicos que isto acarreta, é prudente que, em lugar de remediar danos já acontecidos, exploremos as grandes vantagens e benefícios que podemos obter da Colistina Solúvel Uniquímica. Ao fazer uma aplicação de um antibiótico via oral, como é o caso da Colistina Solúvel Uniquímica, devemos levar em consideração uma série de fatores fundamentais para alcançarmos o objetivo ao qual nos propomos ao utilizar esta via de eleição. Temos que levar em consideração os seguintes aspectos que vão interferir na boa aplicação do mesmo.

Aspectos tais quais como:

  • Qualidade da água (livre de agentes patógenos, ph e pureza).
  • Temperatura da água.
  • Instalações adequadas (evitar desperdício de medicamento).
  • Ingestão adequada (bebedouros tenham fluxo, altura e ângulos corretos).
  • Tempo de permanência do produto nos bebedouros (evitar perda de potência do produto).
  • Número de bebedouros suficientes em relação ao número de animais (disponibilidade de espaço suficiente para que todos os animais sejam tratados eficientemente).
  • Contenção do animal por um auxiliar (para facilidade de aplicação correta).
  • Medicamento livre de impurezas (evitar entupimento dos bebedouros).

Como podemos observar, se seguirmos a risca estes aspectos, vamos obter vantagens ao utilizar a Colistina Solúvel Uniquímica já que vamos realizar uma aplicação coletiva, direcionada, segura, econômica e que não deixa resíduos na carne, prejudiciais ao ser humano.

Esta é uma das grandes vantagens do uso da Colistina Solúvel Uniquímica, pois ela atua por contato na membrana celular da bactéria, eliminando-a, a nível do lúmen intestinal.
Outra grande vantagem deste tipo de aplicação é que os animais ingerem a Colistina Solúvel Uniquímica mesmo quando não tem mais apetite por estarem doentes, ou seja quando não comem mais. Além do mais, a dosagem pode ser modificada rapidamente sem maiores perdas, sendo de fácil aplicação.

Levando em consideração o exposto anteriormente, podemos constatar que a aplicação e utilização da Colistina Solúvel Uniquímica através da via oral é de grande praticidade e segurança. Uma vez feito o diagnóstico correto do agente etiológico que possa provocar ou que esteja ocasionando um problema entérico na qual a Colistina Solúvel Uniquímica tenha atuação sobre estes agentes específicos, e vale lembrar, as bactérias do grupo das Gram (-) (E. Coli; Salmonella spp; Pseudomonas) alcançaremos resultados desejados quanto ao custo/ benefício do uso do produto.

É nosso interesse brindar a informação que permita a opção de tomar as mais convenientes decisões.

PREVENIR SEMPRE É MAIS ECONÔMICO QUE TENTAR REMEDIAR

Para mais informações, acesse: www.uniquimica.com/colistina.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Autoria:

Federico Puga
Gerente de Produtos Colistina
Uniquímica

Contato:

Giovana de Paula

EMail:

comunicacao@uniquimica.com

DDD e Telefone(s):

(11) 5093-1017

Palavras-Chave:

Colistina Solúvel, Uniquímica, antimicrobiano

Resumo:

O espectro de ação de um antimicrobiano frente às bactérias ao qual se destina, deve ser bem específico já que é a única maneira que poderemos obter um melhor aproveitamento do mesmo.

Corpo:

O espectro de ação de um antimicrobiano frente às bactérias ao qual se destina, deve ser bem específico já que é a única maneira que poderemos obter um melhor aproveitamento do mesmo.

Os produtos denominados e quot;milagrosos e quot; de amplo espectro, ou seja, que atuam em grupos de bactérias Gram(+) como Gram (-) , geralmente não possuem a mesma eficácia de atuação em toda esta gama de ação que lhe são atribuídas e poderemos incorrer no erro de provocar, involuntariamente, o aparecimento de resistências microbianas a estes antimicrobianos pelo uso indevido de sub-dosagens.

No caso da Colistina Solúvel Uniquímica, é uma molécula antimicrobiana específica e seu uso é recomendado para alcançar seu máximo desempenho de eficácia contra as bactérias Gram (-) como o são a Echerichia Coli; Salmonella spp e Pseudomonas.

É muito importante manter a Microbiota do trato intestinal a mais íntegra possível, eliminando as bactérias maléficas e mantendo as benéficas. Ao eliminar estas bactérias maléficas, estamos deixando um maior espaço para as bactérias benéficas (Lactobacillus spp,. Bafidobacterium spp) no trato intestinal, as quais vão ajudar a obter uma melhor absorção dos nutrientes oferecidos ao animal durante sua alimentação.

Ao eliminar estas bactérias patogênicas (E. Coli; Salmonella spp e Pseudomonas) estamos propiciando melhor condição ao animal para obtermos resultados de performance mais adequados aos nossos objetivos como o são um melhor ganho de peso, melhor conversão alimentar, menor condenação de carcaças no frigorífico e uma menor mortalidade. Estes são os resultados de uma correta utilização da Colistina Solúvel.

Para mais informações, acesse: www.uniquimica.com/colistina.

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Pela primeira vez no evento será construído um estande somente de um produto, o Calsporin.

A Uniquímica estará ao lado da sua parceira comercial, a empresa japonesa Calpis, durante a próxima edição da PorkExpo, que acontecerá entre os dias 25 e 27 de Outubro em Foz do Iguaçu-PR. As empresas levarão ao evento a marca do probiótico Calsporin.

A Uniquímica é representante exclusiva do produto para o mercado latino-americano. Será a primeira vez que uma empresa fará um estande exclusivamente de um produto, e não de uma marca institucional.

Segundo o diretor da Uniquímica, Marcos Banov, a intenção é ampliar o potencial mercadológico do probiótico. e quot;Os probióticos oferecem uma alternativa natural e segura ao uso de antimicrobianos para os animais, sem riscos à saúde humana e ao meio ambiente e quot;, destacou. e quot;O uso de probióticos favorece a prevalência de bactérias benéficas, através da colonização ou por modular o ambiente, reduzindo a presença das bactérias patogênicas e quot;, disse. e quot;Esse reequilíbrio da microbiota intestinal traz benefícios como, melhora da conversão alimentar e ganho de peso, redução da diarréia e mortalidade dos leitões e quot;, disse.

Segundo o Diretor da Calpis, Masahide Hayashi, a evolução da nutrição animal implica em inovação. e quot;E o mercado deve estar atento às novas tendências nutricionais e quot;, disse. e quot;Os probióticos têm ganhado muito espaço no mercado pois auxiliam no processo final da produção animal, melhorando os resultados zootécnicos e quot;, destacou.

Probióticos: saúde intestinal em busca de resultados zootécnicos

Os probióticos são organismos vivos, que promovem um equilíbrio saudável da microbiota intestinal

Segurança alimentar, este é tema que faz com que a indústria de produção de proteína animal se modifique e aplique, dia-a-dia, novas tecnologias para satisfazer as exigências do consumidor moderno. Neste contexto, a alimentação dos plantéis é tida como fundamental importância na produção de um alimento seguro e nutritivo ao ser humano.

Sua dimensão pode ser tratada como o e quot;Alimento do Alimento e quot; e traz indagações sobre as reais responsabilidades e necessidades desta abordagem, desde a produção da ração que alimentará os plantéis de animais até o prato do consumidor.

Natural e ecologicamente correta, a adição de probióticos na ração dos animais tem sido cada vez mais utilizada como uma forma eficaz e segura de promover a qualidade da saúde intestinal dos animais, uma vez que estes produtos introduzem à microbiota intestinal microorganismos benéficos como os Bacillus subitilis, Lactobacillus e Bifidobacterium.

A utilização de probióticos mostra-se bastante eficaz na produção animal. Os probióticos são organismos vivos, que promovem um equilíbrio saudável da microbiota intestinal, permitindo uma boa utilização digestiva dos alimentos, resultando em uma melhora no desempenho animal. São compatíveis com antibióticos, melhorando o resultado final da produção. Na produção animal, são acrescentados à alimentação animal por via oral, através da ração ou água de bebida.

Os probióticos podem ser utilizados em todas as fases de produção de suínos, matrizes, leitões, fase de crescimento e terminação. No mercado altamente competitivo há a necessidade de melhorar ou manter os índices de produtividade na produção animal. Entre as alternativas, os probióticos aparecem como uma das mais promissoras. Sendo muito provável seu uso em larga escala nos próximos anos.

A Uniquímica atua com os probióticos Calsporin (suínos e aves) e também com o Finelact (aves).

Para mais informações, acesse: www.uniquimica.com.

Fonte

Uniquímica
Giovana de Paula
Departamento de Comunicação
E-mail: comunicacao@uniquimica.com
Internet: www.uniquimica.com

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Quando utilizamos a melhor forma de combater as doenças entéricas, uma série de preocupações referentes a este problema deixam de fazer parte do cotidiano da produção agropecuária. Um exemplo é a utilização da Colistina Solúvel. O antibiótico peptídico produzido com a qualidade Uniquímica não deprime espécies da flora benéfica da microbiota intestinal (Lactobacillus spp., Bifidobacterum ssp.) Seu uso é permitido na prevenção e tratamento de doenças causadas por bactérias sensíveis à Colistina, mesmo durante a fase de produção de ovos e leite.

É de fácil manuseio e administração massal, através da ração, água de bebida e leite.O produto possui alta efetividade no controle de enterites bacteriana. Efetiva ação local no lúmen intestinal e concentrações plasmáticas muito baixas. A Colistina Solúvel desorganiza a membrana celular bacteriana causando perda de material intracelular, interfere no metabolismo oxidativo da bactéria, matando-a.

O produto oferece conforto e segurança no transporte da medicação e praticidade de administração, além de não requerer condições especiais de conservação e estocagem.

A Colistina é produzida a partir do Sulfato de Colistina produzido pela Meiji Seika Kaisha Ltd. (Japão), com registro na Comunidade Européia. O antibiótico possui flexibilidade terapêutica em quadros clínicos que requerem a associação com vários compostos antibióticos.

Resultados: segundo aponta o Gerente de Produtos Colistina, Federico Puga, com relação aos dados comparativos de produção com o uso da Colistina Solúvel e sem a mesma tem-se alcançado resultados, confirmados por alguns criadores, que ao utilizar o antibiótico em pintinhos de corte de um dia de nascidos, ou seja, colocando o produto desde a primeira água de bebida até 3 a 5 dias de consumo à uma diferença de ganho de peso de até 20 gramas com relação a um lote controle sem o consumo do produto na primeira semana, assim como uma diminuição da mortalidade a partir da segunda semana. Isto é atribuído a eficácia de atuação da Colistina Solúvel que elimina as bactérias maléficas, Escherichia Coli, do trato Gastro Intestinal mantendo o mesmo mais limpo facilitando a absorção dos nutrientes fornecidos através da alimentação.

?Se tomarmos este ganho de peso de 20 gramas e projetamos a um resultado final de abate, poderemos verificar o grande beneficio econômico que obteremos ao usar a Colistina Solúvel a partir do primeiro dia em lotes de pintinhos?, explica Puga.

Para mais informações, acesse: www.uniquimica.com/colistina.

Fonte

Uniquímica
Giovana de Paula
Departamento de Comunicação
E-mail: comunicacao@uniquimica.com
Internet: www.uniquimica.com

Compartilhe esta postagem nas redes sociais