Estudantes e pesquisadores já podem se inscrever para a segunda edição do Prêmio Werner von Siemens de Inovação Tecnológica

20712.jpgEstão abertas, até 11 de setembro, as inscrições para a segunda edição do Prêmio Werner von Siemens de Inovação Tecnológica, destinado a estudantes e pesquisadores. Os projetos participantes devem estar compreendidos no segmento eletroeletrônico e contemplar uma ou mais das seguintes áreas-temas: telecomunicações, tecnologia da informação, automação e controle, geração, transmissão e distribuição de energia, soluções eletromédicas, transporte metro-ferroviário, iluminação e técnica automotiva. As inscrições devem ser feitas pelo site www.siemens.com.br/tecnologiaeinovacao.

Para Ronald Dauscha, diretor de tecnologia da Siemens, a inovação tecnológica é uma das principais ferramentas para alavancar o crescimento econômico de uma nação. A inovação em uma empresa não acontece apenas internamente, mas em parceria com instituições de ensino e pesquisa ? por meio de seus pesquisadores e alunos ? e em cooperação com outras instituições públicas ou privadas de base tecnológica. ?É com grande satisfação que iniciamos a segunda edição do Prêmio Werner von Siemens de Inovação Tecnológica. Esta é uma iniciativa, que tanto em seu nome quanto em seu objetivo, honra o legado da empresa, formado por uma história de inovações que revolucionaram a eletrotécnica e que transformam o mundo até os dias de hoje?, afirma Dauscha.

O objetivo do Prêmio é reconhecer e divulgar novas idéias que apresentem alteração ou evolução no campo tecnológico em produtos ou processos e que contribuam para melhorar a vida das pessoas. O Prêmio Werner von Siemens é dividido nas categorias Estudante (Novas Idéias) e Ciência e amp; Tecnologia (para pesquisadores e empresas incubadas). Como os projetos também serão avaliados pelo potencial de benefícios que poderão gerar para a sociedade brasileira, todos os trabalhos inscritos nas duas categorias principais também poderão concorrer como projetos em uma terceira categoria, Inclusão Social.

Os primeiros colocados nas categorias Estudantes e Ciência e Tecnologia receberão como prêmio R$ 10 mil (dez mil reais) e um troféu. Caso haja um professor-orientador, ele receberá um telefone celular Siemens modelo C60, uma câmera fotográfica QuickPic IQP – 500 e um kit viva-voz car Comfort HKC-360. Os segundos e terceiros colocados serão contemplados com troféu e diploma. Para a categoria Inclusão Social, o melhor trabalho também receberá R$ 10 mil (dez mil reais) e um troféu. Nesta classificação, o prêmio pode ser cumulativo com outra categoria que estiver concorrendo.

Para a categoria Estudante (Novas Idéias) serão aceitos trabalhos desenvolvidos em fase de projeto por estudantes dos níveis técnico, superior em tecnologia, de graduação e de pós-graduação (lato sensu). Os interessados devem estar matriculados e cursando o ano letivo de 2006.

No caso da categoria Ciência e amp; Tecnologia, agora dividida em duas modalidades de participação: Modalidade Pesquisador e Modalidade Empresa Incubada, serão aceitas monografias e artigos científicos inéditos ou publicados a partir de 2003, oriundos de dissertações, teses, pesquisas concluídas e projetos realizados ou textos de patentes submetidas de pesquisadores vinculados às instituições brasileiras de ensino e pesquisa e empresas incubadas.

As inscrições devem ser individuais, em nome do autor-responsável pelo projeto, que pode contar com o auxílio de um professor-orientador, desde que ele pertença à mesma instituição do inscrito.

Todas as categorias serão avaliadas por uma comissão julgadora composta por sete integrantes: cinco especialistas do mercado e dois profissionais da Siemens com conhecimento técnico-científico nas áreas da premiação. Os critérios de julgamento incluem grau de intensidade da inovação proposta, sua aplicabilidade na atividade econômica ou social, benefícios e contribuição para o desenvolvimento tecnológico do País.

Um homem à frente de seu tempo

A primeira edição do Prêmio ocorreu no ano passado e foi criada como uma homenagem aos 100 anos da Siemens no Brasil. A escolha do nome do Prêmio de Inovação Tecnológica é uma referência ao homem cuja vida foi marcada por ações que revolucionaram a eletrotécnica e o mundo.

Inaugurada em 1847, em Berlim, por Werner von Siemens e Joham Georg Halske, a empresa que começou como uma pequena oficina rapidamente se tornou mundialmente conhecida e fundou subsidiárias em muitas capitais européias. A época, caracterizada por revoluções e transformações dos cenários político e industrial, tinha no progresso tecnológico a mola propulsora de uma intensa mudança na vida das pessoas. Por meio de invenções como o telégrafo de ponteiro, bem como a iniciativa de tornar tecnologias inovadoras disponíveis em larga escala, a Siemens desempenhou papel central no campo da tecnologia.

Ao longo dos últimos 159 anos, a marca se transformou em sinônimo de tecnologia avançada. Hoje, a organização é formada por mais de 400 mil pessoas, em atividade em mais de 190 países. A empresa deixou uma marca singular no campo da engenharia elétrica e, ao mesmo tempo, a engenharia elétrica fez dela uma das maiores potências industriais do setor.

Sobre a Siemens no Brasil

Há mais de 100 anos, a Siemens participa da vida econômica brasileira, fornecendo infra-estrutura tecnológica para telecomunicações, indústria de base, energia elétrica, transporte metro-ferroviário, medicina e iluminação. O grupo no Brasil possui mais de 10 mil colaboradores e é composto por 14 fábricas. A subsidiária brasileira está entre as 10 mais importantes para o grupo Siemens.

Em outubro de 2002, a empresa passou por uma reestruturação, sendo colocada em prática uma organização regional, a Siemens Mercosur. A nova organização abrange, além do Brasil, a Argentina e o Chile, e atende também aos mercados da Bolívia, do Paraguai e do Uruguai. Hoje, a empresa conta com 12 escritórios regionais no País: Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo; e seis centros de P e amp;D: Canoas, Curitiba, Guarulhos, Jundiaí, Rio de Janeiro e São Paulo.

Fonte

CDI – Casa da Imprensa
Paolo Toni – Jornalista
E-mail: paolo@cdicom.com.br
Internet: www.cdi.com.br

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Frascos maiores, de 2,5 litros, garantem economia de 11% por dose

O Cydectin Oral, produzido pela Fort Dodge Saúde Animal para o tratamento e controle dos principais parasitas dos ovinos, chega ao mercado com nova embalagem mais econômica e de fácil manuseio. À base de Moxidectina, o produto começa a ser vendido em frascos de 2,5 litros, o que garante uma economia de escala de aproximadamente 11% por dose. Antes, o produtor tinha que comprar frascos de 250ml ou um litro, e agora tem 1.250 doses em um único recipiente.

Mais segurança, agilidade e conforto também fazem parte das características da nova embalagem, que segue o modelo ?backpack? (mochila, no inglês) e pode ser ajustada às costas. Essa novidade permite ao produtor ficar com as duas mãos livres durante a aplicação, podendo assim segurar o animal e aplicar o antiparasitário sem ajuda de outra pessoa.

Vendida à parte, uma pistola completa o ?kit? do novo Cydectin Oral. Presa por um sistema de rosca ao frasco, a pistola garante um fluxo contínuo do líquido sem contato com o ambiente externo, evitando assim possíveis contaminações.

Inofensivo ao besouro Rola-bosta africano, o antiparasitário tem controle prolongado, com período de proteção pós-tratamento de 35 dias frente às principais verminoses gastrointestinais e pulmonares dos ovinos. No caso particular de Trichostrongylus spp., o controle é de 28 dias.

Fonte

ADS Brasil
Stella Maya – Jornalista
E-mail: stellam@adsbrasil.com.br
Internet: www.adsbrasil.com.br

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Web:

www.fealq.org.br

Contato:

Leticia

EMail:

livros@fealq.org.br

DDD e Telefones:

(19) 3417-6600

Descrição:

20814.jpgTítulo
Minerais e Aditivos para Bovinos
Anais do 8º Simpósio sobre Nutrição de Bovinos

Preço
R$ 70,00

Páginas
373


Autores
Carla Maris Bittar Nussio
José Carlos de Moura
Vidal Pedroso de Faria
Wilson Roberto Soares Mattos

Editora
Editora FEALQ

Drescrição

Deficiências minerais em animais de fazenda, principalmente bovinos criados em regime de campo / Fatores que afetam a composição mineral de plantas forrageiras / Minerais para gado de corte / Minerais para vacas leiteiras / Formulação de misturas minerais para bovinos / Administração e consumo de minerais / Efetividade do uso de minerais orgânicos para bovinos / Utilização de aditivos em rações de bovinos:aspectos regulatórios e de segurança alimentar / Perspectivas da utilização de ionóforos na produção de bovinos / Perspectivas da utilização de antibióticos na produção de bovinos / A importância do CLA para a indústria láctea / Utilização de probióticos e prebióticos em rações de bovinos / Utilização de aditivos durante o periparto / Utilização de ácidos orgânicos em rações de bovinos.

Empresa:

FEALQ

Razão Social:

Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz

CNPJ:

48659502/0001-55

Compartilhe esta postagem nas redes sociais

Web:

www.fealq.org.br

Contato:

Leticia

EMail:

livros@fealq.org.br

DDD e Telefones:

(19) 3417-6600

Descrição:

20815.jpgTítulo
Fisiologia de Sementes de Plantas Cultivadas

Preço
R$ 70,00

Páginas
495

Autores
Júlio Marcos Filho

Editora
Editora FEALQ

Drescrição
Introdução / Importância das sementes / Formação da semente / Desenvolvimento (maturação) de sementes / Composição química de sementes (reservas armazenadas) / Relações água / Semente / Germinação / Dormência de sementes / Deterioração de sementes / Sementes recalcitrantes / Condicionamento fisiológico de sementes / Vigor e desempenho de sementes / Avaliação do potencial fisiológico de sementes.

Empresa:

FEALQ

Razão Social:

Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz

CNPJ:

48659502/0001-55

Compartilhe esta postagem nas redes sociais